Esta notícias foi vista675vezes!

Perto de 100 mil toneladas de carga diversa foram transportadas nos primeiros três meses de 2018 pelo Corredor de Desenvolvimento do Norte, (CDN), através do comboio de mercadorias que liga a cidade estratégica de Nacala aos países do hiterland, nomeadamente, Malawi e Zâmbia.

A cifra representa uma realização de 41% acima do orçado para o período em referência, onde a empresa concessionária da linha férrea na região norte e do porto de Nacala tinha orçado transportar 79.955 toneladas de carga diversa.

Este desempenho positivo é fruto da qualidade dos serviços prestados pela CDN e do bom estado da via ferroviária, aliado ao aumento do transporte de carga para Niassa como resultado da redução da tarifa na linha Nacala-Lichinga, de 2.900 meticais para 2.150 meticais, efectivado em Fevereiro do presente ano.

“Durante os primeiros três meses escoamos grande quantidade de Clinker e Fertilizantes para Zâmbia e registamos um grande fluxo de carga para Lichinga, estes factores contribuíram, igualmente, para superação das nossas metas”- Disse, Dário Viegas, responsável da área Comercial na CDN.

Para o 2º trimestre corrente o desafio da CDN é buscar melhorias necessárias para atender a demanda já existente, e como consequência, melhorar ainda o seu desempenho.

No concernente ao serviço de passageiros, foram transportados durante o período em alusão um total de 119.470 pessoas contra 84.544 transportados em igual período do ano passado.

De referir que de Janeiro a Março foram realizados 294 comboios, nos troços, Nampula-Cuamba, Cuamba-Lichinga e Cuamba-Entre Lagos.